Veneziano diz que prefeito de Campina tenta se apropriar de obras Federais

O pré-candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), garante que o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) vem utilizando de campanhas publicitárias para se apropriar de obra do Governo Federal. Romero vem espalhando nos coletivos públicos da cidade os conhecidos busdoor (banners para ônibus) onde propaga que a obra do Completo Aluízio Campos que pretende entregar na sua conclusão 4 mil unidades habitacionais que esse é uma obra de exclusividade do Governo Municipal. Segundo Veneziano, 93% de seu orçamento pago pelo Governo Federal através do Programa “Minha Casa, Minha Vida”.

Em entrevista, o peemedebista lamentou a postura do tucano, que tenta confundir a população, assumindo para si, a paternidade de projetos concebidos na gestão passada, e financiados pelo governo federal. “Eu não tenho como discutir com o prefeito de Campina Grande porque de fato ele vive tão somente apegado a um projeto que é do governo federal e, além do mais, apegado a um projeto que sabidamente está na expectativa alimentando e fazendo aquilo que é criar expectativas e esperanças com vista em granjear apoio político e eleitoral”, disse o deputado Veneziano.

Veneziano citou como exemplo a duplicação da Avenida Argemiro Figueiredo que está sendo feita com recursos oriundos do tesouro nacional com a contra partida da PMCG. Com recursos federais superiores a R$ 21 milhões, a duplicação da avenida, que interliga as BRs 230 e 104 promete ajudar na mobilidade e promover a urbanização das áreas adjacentes, com recuperação da infraestrutura do local e sinalização.

O deputado chamou Romero de “usurpador” e ressaltou que ele perdeu recursos federais. “Um prefeito que perde recursos federais colocando Campina como a cidade que mais perdeu recursos no estado da Paraíba, um prefeito que se vale da usurpação das obras que nós deixamos como é o caso da Argemiro de Figueiredo, que eu queria que ele me desmentisse, como é o caso da UPA porte dois que depois de três anos ainda não foi entregue mesmo com recursos em caixa. O prefeito apenas se agarra ao que nós deixamos”, criticou.

Veneziano disse que não tem dúvida que no momento certo, a população saberá comparar o atual governo tucano com a gestão exitosa do PMDB, que em oito ano, recuperou a auto estima dos campinenses.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.