Romero ‘perde a condução’ da sua gestão e servidores é quem pagam o ‘pato’

A gestão do atual prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) está se tornando ‘ingovernável’ perante aos servidores e a população campinense. Nesta quarta-feira (9) vários servidores do município, invadiram as dependências da Câmara Municipal para protestar contra o prefeito tucano.

Os trabalhadores trouxeram vários cartazes com frases questionando essa forma de governar de Romero. Entre as dezenas de cartazes destacaram frases do tipo: “Gestor que não paga nível, não tem nível para governar”, revelou um dos cartazes expostos pelos servidores, como também: “Não vamos sair da greve até nossos direitos serem respeitados”.

Segundo o Vice-Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais Agreste Borborema (Sintab), Giovanni Freire da Silva, os servidores da saúde de Campina Grande, decidiram por maioria que em virtude do não pagamento do PMAQ e da não resolução de pleitos da categoria, realizar uma série de paralisações e mobilizações.

Por outro lado, o SINTAB destacou que a categoria está sempre aberta ao diálogo com os representantes do município, porém, a falta de soluções para os pleitos destes servidores não os deixa outra alternativa, senão, estes movimentos para que conquistem seus direitos e para que a sociedade conheça as dificuldades enfrentadas por esses profissionais.

De acordo com o dirigente do Sintab, Giovanni Freira, o servidor que fez empréstimos no Banco Bom Sucesso tem o valor do financiamento descontado na folha de pagamento todos os meses, mas, a Prefeitura de Campina Grane, responsável pela transferência do dinheiro à instituição bancária, não está fazendo o repasse.
PautaPB com Jornaldeverdade

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.