Após a CMJP virar uma ‘rinha de galo’, vereador cobra instalação de Comissão de Ética

Nas primeiras sessões Ordinárias de 2016 no parlamento da Capital, o sentimento de debater as questões passaram mais do que os bons embates na tribuna e passou a virar uma ‘rinha de galo’ o plenário da Casa. O presidente Durval Ferreira (PP), teve que interferir em várias discussões envolvendo os vereadores por conta dos ânimos acirrados.

E nesta quarta-feira (2), o vereador Lucas de Brito (DEM) pediu urgência na instauração da Comissão de Ética da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Depois da sessão tumultuada desta quarta-feira (02), o democrata disse que é inevitável a formação de uma comissão que analise e puna os possíveis excessos, dentro da Casa.

“Em ano eleitoral, os ânimos ficam mais exaltados, e, se não houver mecanismos de contenção de eventuais excessos, os trabalhos serão afetados e a população ficará prejudicada”, enfatizou Lucas de Brito.

O Código de Ética e Decoro da Câmara Municipal de João Pessoa foi aprovado há 12 anos, mas até hoje não saiu do papel. A CMJP foi uma das primeiras casas legislativas do Brasil a aprovar seu próprio Código de Ética.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.